A Ethernet industrial apresenta atualmente uma presença superior à dos bus de campo Quotas de mercado das redes industriais para 2018 de acordo com a HMS

2018-02-28
A Ethernet industrial ultrapassou os tradicionais bus de campo em termos de novos nós instalados em sistemas de automação de fábricas. Esta é a principal conclusão do estudo anual da HMS Industrial Networks em relação ao mercado das redes industriais. A Ethernet industrial representa atualmente 52% dos novos nós instalados (46% no ano passado), enquanto os bus de campo se encontram nos 42% (48). EtherNet/IP é atualmente a rede mais comummente instalada, nos 15%, seguida das PROFINET e PROFIBUS, ambas nos 12%. As tecnologias sem fios também estão a ganhar terreno, representando 6% da quota de mercado.

Anders Hansson, diretor de marketing na HMS Industrial Networks

A HMS Industrial Networks apresenta agora a sua análise anual do mercado das redes industriais, que incide sobre novos nós instalados em sistemas de automação de fábricas a nível global. Enquanto fornecedor de produtos e serviços para comunicação industrial e para a IdC, a HMS tem uma perspetiva considerável do mercado das redes industriais. Abaixo encontram-se algumas das tendências a nível de comunicação industrial que a empresa prevê para 2018, tendo também em consideração a evolução da quota de mercado das redes industriais nos últimos 5 anos.


Ethernet industrial - crescimento apoiado pela IdCI


Durante vários anos, a Ethernet industrial cresceu mais rapidamente do que os bus de campo tradicionais, tendo atualmente ultrapassado estes últimos. Com uma taxa de crescimento de 22%, a Ethernet industrial representa atualmente 52% do mercado global em comparação com 46% no ano passado. A EtherNet/IP emergiu como a principal rede com 15% do mercado. Seguem-se, a nível global, a PROFINET, a EtherCAT, a Modbus-TCP e a Ethernet POWERLINK.

"Assistimos à transição para a Ethernet industrial durante muito tempo, mas só agora é que esta ultrapassou os bus de campo em termos de número de nós instalados", informa Anders Hansson, diretor de marketing da HMS. "A transição para a Ethernet industrial é impulsionada pela necessidade de elevado desempenho, de integração entre instalações de fábricas e sistemas de TI/IdC, bem como da Internet das Coisas Industrial em geral."


Os bus de campo continuam a manter a sua presença mas espera-se um declínio


Impulsionados por uma indústria sólida e por preocupações em termos de cibersegurança no setor, os bus de campo continuam a crescer ligeiramente. No entanto, e apesar de um aumento da taxa de crescimento para 6% (4% no ano passado), espera-se que o número de instalações de bus de campo diminua de forma constante nos próximos anos. O bus de campo dominante continua a ser PROFIBUS, com 12% do total do mercado global, seguido de Modbus-RTU e CC-Link, ambos com 6%.


As tecnologias sem fios estão a redefinir o panorama das redes


As tecnologias sem fios também apresentaram um crescimento de 32% (32) e representam 6% (6) do mercado total. A WLAN é a mais popular das tecnologias sem fios, seguida da Bluetooth. "A tecnologia sem fios é cada vez mais utilizada por fabricantes de máquinas e integradores de sistemas para desenvolver arquiteturas de automação inovadoras. Os utilizadores podem reduzir o volume de cabos e criar novas soluções para conectividade e controlo, incluindo soluções BOYD (Bring Your Own Device - Traga o seu próprio dispositivo) através de tablets ou smartphones", declara Anders Hansson.


Variações de redes regionais

Na Europa e no Médio Oriente, as principais redes são a PROFINET e a EtherNet/IP, sendo que a PROFIBUS ainda é amplamente utilizada. Outras redes populares são EtherCAT, Modbus-TCP e Ethernet POWERLINK.

O mercado norte-americano é dominado pelas redes CIP, verificando-se uma clara mudança para EtherNet/IP. Na Ásia, nenhuma rede se destaca como verdadeira líder de mercado, mas a PROFINET, a EtherNet/IP, a PROFIBUS, a EtherCAT, a Modbus e a CC-Link são amplamente utilizadas e a versão Ethernet da CC-Link IE Field também está a ganhar terreno.


Resumo do crescimento das redes industriais nos últimos 5 anos

O estudo deste ano inclui uma componente especial - um resumo da HMS do crescimento constante das redes industriais nos últimos 5 anos. A HMS conclui que durante o ano de 2017, a Ethernet industrial finalmente ultrapassou os bus de campo em termos de quota de mercado. "O crescimento das redes industriais tem sido constante nos últimos 5 anos e é interessante constatar que a Ethernet industrial ultrapassou os bus de campo, representando atualmente 52% do mercado com a EtherNet/IP como principal rede", afirma Anders Hansson.

"Contudo, o nosso estudo confirma que o mercado das redes continua fragmentado - os utilizadores continuam a solicitar conectividade com uma ampla variedade de redes, dependendo da aplicação. Perspetivando o futuro, é evidente que se verificará cada vez mais conectividade entre dispositivos industriais impulsionada pela Internet das Coisas industrial e pela Indústria 4.0. Do nosso ponto de vista, estamos bem preparados para acompanhar estas tendências. Não é coincidência que o lema da HMS seja 'Connecting Devices'."

Imagem 1: bus de campo vs. Ethernet industrial e tecnologias sem fios

Imagem 2: evolução dos bus de campo, Ethernet industrial e tecnologias sem fios num período de 5 anos. A Ethernet industrial apresenta atualmente uma presença superior à dos bus de campo.


Âmbito:

O estudo inclui uma estimativa da HMS para 2018 com base no número de novo nós instalados em 2017 em sistemas de automação de fábricas. Por nó deve entender-se uma máquina ou dispositivo conectado a uma rede industrial. Os números apresentados representam a visão consolidada da HMS, tendo em consideração opiniões de colegas do setor, as nossas próprias estatísticas de vendas e a perceção geral do mercado.